Arquivo da categoria: Cárie

A Gengivite e a Placa Bacteriana

gengivite
O que é placa bacteriana?

A Placa Bacteriana é uma película pegajosa e incolor, constituída de bactérias e restos alimentares que se forma sobre os dentes. É a principal causa de cárie e gengivite. Se não for removida diariamente, endurece e forma o tártaro.

Como posso evitar o acúmulo da placa bacteriana?


Escovar bem, no mínimo três vezes ao dia, principalmente após as refeições, para remover a placa bacteriana de todas as superfícies dos seus dentes. E neste momento a supervisão de um adulto é essencial.
Usar fio dental diariamente para remover a placa bacteriana que se instala entre os dentes e sob a gengiva, onde a escova não pode alcançar.Lembrar, que os pequenos ainda nao apresentam cordenação motora suficiente para realizar esta tarefa sozinhos.
Limitar a ingestão de alimentos com muito açúcar ou amido, especialmente aqueles que grudam nos dentes.
Visitar o dentista regularmente para fazer limpeza e exame completo dos dentes.

O que é gengivite?

A Gengivite é uma inflamação da gengiva (um estágio inicial), que pode ser facilmente tratada . A causa direta da doença é a placa bacteriana
Se a placa não for removida pela escovação e uso de fio dental diários, ela produz toxinas (ácidos) que irritam a mucosa da gengiva causando a gengivite. Neste estágio inicial da doença gengival, os danos podem ser revertidos, uma vez que o osso e o tecido conjuntivo que segura os dentes no lugar ainda não foram atingidos. Entretanto, se a gengivite não for tratada, ela pode evoluir para uma periodontite e causar danos permanentes aos dentes.

Como saber se meu filho tem gengivite?


Os sintomas clássicos da gengivite incluem gengiva vermelha, inchada e sensível que pode sangrar durante a escovação. E neste aspecto fica um grande dilema. Muitos pais falam que não passam o fio dental no filho porque sangra. É preciso entender que está sangrando porque ali naquele local está precisando melhorar a higienizaçao. Deve ficar clara a relação de causa e efeito.Quando se cria o habito de escovar satisfatoriamente e usar o fio dental a gengiva agradece, e os episódios de sangramento não ocorrerão mais.

Anúncios

Restauração Atraumática

Imagem

 

Na intenção de esclarecer algumas dúvidas de pais no consultório, a respeito de restauração nos dentes cariados, resolvi escrever este texto . Vou falar sobre uma das técnicas restauradoras que podemos lançar mão na odontopediatria

 

 

Técnica do ART

 

O Tratamento Restaurador Atraumático chamado de ART, surgiu como alternativa para o controle da doença cárie. E um tratamento restaurador definitivo que se baseia na mínima intervenção. Pois, combina procedimentos preventivos e restauradores.

 O método preconiza que o tratamento de uma lesão cariosa cavitada (de rasa a média) seja feito da seguinte forma: remoção de tecido cariado, amolecido e infectado com auxilio de instrumentos manuais, preenchimento da cavidade com um material chamado C.I.V (que libera flúor)  e isso sob isolamento relativo do campo operatório.

Além deste protocolo, o paciente deve receber orientação completa e individualizada sobre hábitos de dieta higiene. E mesmo após a finalização do tratamento, é necessário que seja dada continuidade aos programas preventivos e de educação em saúde para que os fatores etiológicos da doença sejam controlados.

A relativa simplicidade da técnica, permite o controle da ansiedade em alguns pacientes. Uma vez que, ausência do barulho referente ao motor ( usado na restauração convencional) contribui para um atendimento com menor grau de desconforto, o que favorece a um bom comportamento do paciente durante a realização dos procedimentos clínicos.

Porém, não pode ser utilizada em todos os tipos de cárie: dentes com doença mais avançada, que atinge profundamente a dentina ou a polpa (região onde passam os nervos e vasos sangüíneos do dente) não respondem positivamente ao tratamento e devem ser tratados da maneira convencional.

Desta forma, sobre o ART, podemos concluir que estamos diante de um cenário cientifico positivo, pois os resultados dos últimos estudos sobre o tema afirmam que é possível promover a saúde bucal de maneira simples e eficaz quando bem indicado.

Lembrando que, em termos de cárie, o melhor tratamento é a prevenção: uma boa higiene bucal, com escovações freqüentes e feitas com técnica adequada, visitas regulares ao dentista e redução no consumo de açúcar, guloseimas e biscoitos garantem um sorriso saudável.

 

 

Saiba mais sobre a cárie

lendo

Como a informação e orientação levam a prevenção, listei alguns aspectos importantes sobre a famosa càrie que precisam ser entendidos:

  • Na dentição decídua (de leite) o processo de lesão cariosa ocorre ainda mais rapidamente que na dentição permanente. Principalmente nos bebês, que a produção de anticorpos salivares é pequena e depois da erupção do dentinho, ele ainda leva aproximadamente 20 meses para se maturar, apresentando então, uma estrutura menos resistente.

barterias e carie

  • A dieta do bebê e das crianças de modo geral, depende dos pais, a criança vai ingerir a dieta oferecida pelos seus responsáveis. Apartir daí estabelece seus hábitos dietéticos por toda a vida. Uma família não orientada quanto ao uso do açúcar, mel, mascavo, entre outros açúcares, constitui um aumento do risco a cárie.
  • A sacarose é o açúcar mais comum na nossa dieta, mas lactose (açúcar do leite) e outros açúcares rapidamente degradados (presentes no mel, xaropes, leite materno) pela placa bacteriana, também são extremamente perigosos se deixados acumulados na superfície dentária.
  • Mesmo se a criança ingeriu só um suco ou refrigerante sem açúcar, o ideal é escovar os dentes depois. Pois nestas situações a saliva apresentará um pH ácido, que ajuda na desmineralização do esmalte. Mamães: acostumem seus filhos a beber água! Ainda mais que hoje em dia temos a água fluoretada ! Só trará benefícios!
  • É preciso ter em mente que ou a placa bacteriana tem que ser removida pela higienização, ou deve haver sua desestruturação via mudança de hábitos alimentares.

processo carie

  • A escovação da noite é a mais importante!Durante o sono, há uma diminuição na produção de saliva. Ela, por sua vez, ajuda no processo de autolimpeza da boca. Menos saliva, menos limpa fica a boca.
  • A incapacidade motora da criança em realizar a remoção da placa adequadamente, os torna dependentes dos responsáveis para remoção da placa de forma eficaz. Muitos pais, para não se indispor com os filhos na hora da escovação, acabam deixando de lado o monitoramento. Mas educação para conscientização da família é essencial no controle da doença.

E mais uma vez ressalto: Prevenir, prevenir e prevenir!

A famosa: Cárie

 Imagem

Apesar de ser uma vilã amplamente conhecida nas suas causas e consequências, ainda hoje, é a doença que mais atinge a cavidade bucal.

O que é carie?

É uma doença que se caracteriza pela destruição das estruturas dentárias. Apresenta um caráter multifatorial – dependente da dieta, dos hábitos de higiene,  de bactérias, e da resistência imunológica e dentária de cada individuo.

Para falar de cárie temos que entender as estruturas dentárias.Na coroa temos uma parte externa que chamamos de esmalte que é a parte mais resistente por ser mais mineralizada, logo abaixo do esmalte fica a dentina que é menos mineralizada e por isso menos resistente a cárie.

Link: A importância dos dentes de leite tratamento de canal em dente de leite

diagrama 2

Como ela ocorre?

Podemos dizer, que certas bactérias quando se acumulam na superfície dentária, promovem um ataque ácido, dissolvendo assim o mineral presente no esmalte.

Para a produção destes ácidos as bactérias utilizam-se de restos alimentares, principalmente dos carboidratos (pão, salgadinhos, bolachas, cereais e frutas) e alimentos açucarados (chicletes, bala, chocolate, e refrigerantes). Estes ficam grudados na superfície do dente formando a película de biofilme. As bactérias vão se aderindo a esta placa e se alimentando dela. Neste processo, as bactérias produzem um ácido corrosivo ao esmalte dentário.

A cárie sempre se inicia com uma mancha branca na superfície do dente, este é o primeiro sinal da atividade bacteriana. Neste estágio inicial, é possível paralisar o processo desde que haja mudança de hábitos da dieta, melhora na higienização e fluorterapia.

Se não ocorrer a estagnação desta mancha branca, e a atividade da cárie permanecer aguda, a perda de tecido mineral do esmalte pela placa cariogênica supera em velocidade a reposição fisiológica destes minerais pela saliva. Então em um curto espaço de tempo ocorre a destruição da estrutura dentaria, quando podemos observar cavidades. Repito mais uma vez: Curto espaço de tempo! Surpreendendo os pais.

Neste estágio de cavidade, a cárie já ultrapassou o esmalte  e atingiu a dentina (camada menos resistente – por ser menos mineralizada, e que apresenta sensibilidade aos estímulos externos, como doce, gelado e quente.). Sendo então necessário tratamento restaurador o quanto antes, afim de evitar a progressão da lesão e sintomas dolorosos.

Se não tratada, as bactérias podem atingir a polpa dentária. Levando a um quadro inflamatório por infecção. E o tratamento desta lesão mais avaçada é o tratamento endodôntico (canal) ou se o dente tiver perdido muita estrutura , infelizmente sua extração. (Mais informações no link: tratamento de canal em dente de leite?)

estagios carie 2

Os pais devem se manter atentos tanto nos hábitos de higiene quanto na dieta. Acompanhar de perto qualquer sinal de manchas nos dentes para perguntar para o dentista, pois pode ser inicio de carie ou algum defeito no esmalte. Não esperar que seus filhos reclamem de dor para levá-los ao dentista. Na maioria das vezes é possível prevenir ou estagnar a cárie inicial.

Optar pela prevenção é sempre a melhor escolha.