Arquivo da tag: dente de leite

Erupção dentaria

Anúncios

Células-tronco e dentes de leite

Imagem

Imaginem podermos regenerar um tecido ou orgão danificado apartir de uma reserva de células do nosso próprio corpo… E se essa reserva for um dente de leite perdido na infância e conservado em laboratório… Ficção científica? Não mais!

Ainda há bastante a se desvendar sobre as células- tronco, e hoje, as pesquisas contam com a odontologia como aliada.

Desde 2000, foi identificado que na polpa de dentes, tanto decíduos quanto permanentes, existe uma rica fonte de células- tronco. E pesquisas mais atuais vem mostrando que não só a polpa contém céluas-tronco, mas também o folículo dentário, a papila apical e o ligamento periodontal (como ilustra o anuário de odontopediatria)

Imagem

O isolamento de células-tronco de dentes decíduos, surge como uma alternativa terapeutica muito atraente por se tratar de um dente temporário que irá exfoliar naturalmente dando facil e rápida oportunidade de coleta, diferentemente das celulas do cordão umbilical e da medula.

Se compararmos as células tronco de dentes decídos e de dentes permanentes, as primeiras proliferam mais e são consideradas mais indiferenciadas, sendo comparadas as células do cordão umbilical em suas propriedades.

Elas apresentam alta plasticidade e podem se diferenciar em neurônios, odontoblastos, adipocitos entre outros tipos celulares.

celula tronco 2 edit

 E apartir da afirmativa que, os tecidos dentais podem regenerar estruturas não dentais, varias pesquisas tem sido feitas a fim de que  estas células obtidas do orgão dental possam corrigir defeitos como fissura lábio-palatina, osseos, diabetes, doenças do sistema imunológico.

Assim, as células-tronco de origem dental, poderão no futuro, melhorar a qualidade de vida de pessoas portadoras de doenças como Alzheimer, auxiliar na regeneração neural e de retina, atuar positivamente no tratamento ortopédico, no reparo cicatricial de patologias ou mesmo atuar na síntese de insulina para tratamento de diabetes.

De qualquer modo, pesquisas nessa área abrem perspectivas muito otimistas. Por isso, existem alguns centros de criogenia no Brasil e no exterior, que já estão preparados para receber a coleta de tecidos dentário e armazená-lo em banco de células.

Dente mole ?!! E agora?

janelinha 2

Este é um momento bem simbólico para a criança que deve ser visto com muito carinho e atenção, afinal trata-se de uma fase de transição. Já não serão mais bebês e sim rapazinhos e mocinhas ganhando um dente permanente, dente de adulto.

É muito interessante as diversas maneiras com que os pais e as crianças tratam o assunto da troca de dentes.

Tem criança que se diverte e tem criança desconfiada, tem os pais que curtem e tem os pais que morrem de medo de ter que ajudar o filho a ficar de janelinha. Chega a ser engraçado! Mas cada um é cada um,e devemos respeitar as individualidades. O que não falta é tio, vó e vô com as técnicas mais mirabolantes para dar uma ajudinha! E se precisar o odontopediatra também é claro.

As principais perguntas dos papais de primeira viagem:

Acho que o dente do meu filho está mole: – Será que está na hora mesmo? Deixo ele mexer? Quando devo ajuda-lo? Levo no dentista?

O inicio da mobilidade nos dentinhos de leite, pode acontecer entre 4 anos e meio e 7 anos. E este assunto deve ser tratado da forma mais tranquila possível, sem criar expectativas ou forçar a barra com a criança. Explicar que aquele dente vai sair para dar lugar a um dente novo mais forte e mais bonito. E se a criança quiser balançar ótimo, não tem problema algum, só ajuda e facilita a exfoliação natural.

Mas se os pais estiverem com receio de mexer ou de como tirar o dentinho o odontopediatra é sim o melhor professional para orientá-los a respeito.

Na turminha da escolar só meu filho ainda não trocou o dente? É normal?

A troca dos dentinhos nào é padronizada para toda criança , tem criança que pode começar precocemente aos 4nos e tem criança que só aos 7 anos . Cada criança tem seu ritimo. Os primeiros dentes a trocar normalmente são os incisivos centrais inferiores. O importante é ter um bom controle desta fase com o odontopediatra para acompanhar se o desenvolvimento dos dentinhos permanentes estão dentro da normalidade.

O dente permanente começou a nascer mas o dente de leite ainda não caiu? E agora?

As vezes acontece do dente permanente erupcionar e o dente de leite ainda estar na boca. Nestes casos, o melhor é levar seu filho no odontopediatra, para que ele faça uma avaliação e provavelmente dê uma “mãozinha para este dentinho cair.

O ideal é que tudo ocorra da forma mais natural possível, uma hora o dente que está mole vai acabar caindo, seja mordendo uma maçã, brincando de bola ou na hora da escovação. Converse com a criança, conte histórias, experiências engraçadas de quando você também passou por esta fase que ele está agora, fale da visita da fada dos dentes e transforme este acontecimento em um momento alegre e especial!

dente na mao

A importância dos dentes de leite 



primeiros dentes

Um questionamento frequente entre os pais é :

– Precisa mesmo de tanto cuidado com os dentes das crianças?

– Não posso deixar dormir sem escovar os dentes nem um diazinho sequer?

– Fio dental, pra que tanta frescura se estes dentes vão cair mesmo?

De fato estes dentinhos vão cair e novos dentes erupcionar. Mas imagine se uma criança tiver uma cárie aos 2 anos de idade e esperar até aos 7 para ter um dente sadio novamente.

E se for algum problema nos dentinhos de trás? Eles só irão trocar aos 10 ou 11 anos! Além do mais, um dente de leite comprometido seriamente por um processo de cárie poderá levar a uma infecção, acarretando em problemas na formação do dente permanente.

Então cuidar dos dentes de leite não é apenas “frescura”.

Os pais precisam entender que:

– Os dentes de leite são inervados (ou seja, podem doer);

 

– Apresentam raiz, como os dentes permanentes!

– Se houver cáries nestes dentes, seu filho sentirá dores, como se fosse num dente permanente.

Este já são bons motivos para cuidar dos primeiros dentinhos, não é?

Saiba mais sobre as estruturas do dente decíduo (ou de dente de leite):

O dente de leite é formado por uma porção coronária (parte branca que enxergamos no sorriso e chamamos de coroa) e uma porção radicular ( que fica abaixo da gengiva, ou seja, a raiz do dente). Profundamente e em íntimo contato com esta porção radicular está o dente permanente, que iniciou sua formação ainda na gestação. Ao longo da infância, este vai se desenvolvendo. Confira na figura abaixo:

dentes-de-leite anatomia

A presença dos dentes de leite é muito importante para preparar o caminho para a erupção dos dentes permanentes, ele serve de guia. E desta forma, mantém em equilíbrio harmônico o crescimento das estruturas da face (dentes, ossos e músculos).

Outra função importante dos dentinhos de leite é durante a fonação, a presença dos dentes e o posicionamento deles são determinantes para a fala.

A mastigação e deglutição adequadas dos alimentos e, portanto, a digestão durante a infância também dependem de dentes decíduos saudáveis. Além disso, devemos levar em consideração a estética, quando nos deparamos com crianças esteticamente comprometidas em seu sorriso, percebemos que ocorrem nelas uma dificuldade de comunicação e integração social. Sim, estética também é importante para as crianças…