Arquivo da tag: nascimento dos dentes de leite

A primeira Crise Vital …. e o dentes

Febre sem outro motivo: é dente.
Choro excessivo: dente.
Começou a acordar toda hora: certamente são os dentes.
Não tira a mão da boca: dente.
Baba litros: dente.
Está com febre, diarreia, prisão de ventre, manha, insônia, birra: tudo é por causa do dente.
Coitado do dente!
Esses ossinhos superestimados são responsabilizados por muito mais do que podem realmente provocar.
Daniel Becker (pediatra)

Esses são os primeiros paragrafos de um texto super esclarecedor escrito pelo pediatra Daniel Becker, no seu site pediatria integral. Onde ele diz, que atribuir tudo aos dentes é um tremendo simplismo. Claro, quando os dentes surgem, podem causar incômodo, aumento da salivação, choro, irritabilidade, febrículas. Mas dificilmente são responsáveis por mais do que alguns distúrbios pasageiros e sem maior importância.
Segue o link para leitura completa do texto:
http://pediatriaintegral.com.br/seis-meses-primeira-crise-vital-e-os-dentes/

Meus agradecimentos ao Dr. Daniel Becker por ter autorizado o compartilhamento do seu texto aqui no blog.

Anúncios

Nascimento dos dentes de leite 



sorrisao

 

Por tratar-se de um processo biológico, a erupção – assim como a troca dos dentes – está sujeita a variações individuais. Geralmente, o nascimento do primeiro dentinho dá-se por volta dos seis meses de idade. Um atraso em torno de mais seis ou oito meses ainda poderá ser considerado normal.

Os pais não devem ficar aflitos caso os dentes do seu filho demorem a aparecer. A idade limite aceitável para erupção do primeiro dente de leite é de um ano e meio. Se até esta idade  ainda não tiver irrompido nenhum dentinho, é necessário consultar um odontopediatra. Ele examinará a criança e pedirá as radiografias que forem necessárias para observar possíveis alterações e concluir o diagnóstico.

Também pode haver dentes de leite que erupcionam (nascem) antes do prazo médio, ou seja, logo após o nascimento (“dente natal”). Ou mesmo por volta de dois a três meses de idade (“dente neonatal”). Se isso ocorrer, procure o odontopediatra.

Quando os dentes estão para nascer, é normal o bebê babar muito, ficar irritado, ter falta de apetite e demonstrar desconforto. Nestes casos, pode acabar levando a maõzinha à boca o tempo todo na tentativa de aliviar a coceira.

Massagear a gengiva , oferecer alimentos mais duros e dar mordedores de borracha (que podem ser previamente colocados na geladeira para minimizar o desconforto) podem ser recursos para alívio dos sintomas.

Diarreias leves e o estado febril são comuns neste período, podendo ser decorrentes de contaminação dos dedos e objetos levados à boca. Febre superior a 38 graus não costumam estar relacionadas à erupção dentária e deve ter o acompanhamento do pediatra.

Cronologia de erupção

A ordem que os dentinhos irão erupcionar é sempre uma curiosidade dos pais, então segue abaixo um desenho explicativo. Pode ocorrer uma variação da ordem em algumas crianças, o que na maioria das vezes não traz nenhuma alteração na harmonia futura da dentição, mas deve ser acompanhada pelo odontopediatra.

Obs: embora a terminologia correta seja dentadura decídua, é mais conhecida como dente de leite, por causa da cor branca, semelhante à do leite.

dentadura_deciduaReferência: esta figura foi retirada do livro “Saúde Bucal do Bebê ao Adolescente”. É um livro bem interessante de uma professora muito querida, Profa. Maria Salete Náhas. É um guia de orientação para gestante, pais, profissionais da saúde e educadores. Vale  conferir!

livro